Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email

Pesquisar este blog

quinta-feira, 14 de julho de 2011

A Casa: manutenção






Desde a sua ocupação, a Casa de Fazenda do Capão do Bispo não passa por uma reforma. Houve somente uma tentativa de realização de obra em 1996. Nessa intervenção, a empreiteira contratada iniciou a obra e deixou grande parte somente iniciada, como: a retirada do reboco externo da Casa, destelhamento da sua parte posterior e retirada do piso dos laboratórios de arqueologia e antropologia biológica. A empreiteira, no entanto, confeccionou bancadas de alvenaria no laboratório de arqueologia para guarda e análise do material, bem como a pavimentação da rampa de acesso à Casa. De qualquer forma, grande parte do que se observa externamente hoje na Casa de Fazenda do Capão do Bispo deve-se a essa tentativa de reforma, que infelizmente não pôde ser concluída devido a problemas com a empreiteira contratada, que estava devidamente autorizada pela EMOP e fiscalizada pelo IPHAN. Após isso, inúmeros reparos e intervenções foram feitos por nós, como: retirada de dezesseis caminhões de entulho após o abandono dessa obra, conserto do telhado da parte posterior da Casa, reparação no reboco interno para reocupação dos laboratórios acima referidos, rebaixamento da bancada e colocação das pias no laboratório de arqueologia, troca de caibros com infestação de cupins, reboco e pintura na fachada da frente da Casa, troca da caixa d’água da parte fronteiriça para a área dos banheiros e, mais recentemente, troca do portão e conserto da calçada da rua. Todas essas intervenções foram efetuadas através de verba própria proveniente dos pesquisadores ou de alguns projetos finalizados em que há uma taxa administrativa que contempla recursos para administrar a Casa.



Inúmeras foram as vezes em que os pesquisadores se empenharam para equacionar problemas de estrutura da Casa, todas estas com anuência do INEPAC, bem como do IPHAN, que acabou de aprovar e autorizar o projeto de recuperação do telhado enviado por nós no ano de 2010.
Apesar de tudo, o funcionamento da Casa vem se mantendo normalmente de 2ª. a 6ª. feira, com expediente externo de 11:00 às 16:00 horas e interno de 9 às 17:00h, o que pode ser constatado por visita local e consulta ao livro de presença.
Diante disto, é inegável que a Casa do Capão do Bispo está hoje de pé graças à presença dos pesquisadores que nela trabalham desde 1974. Ao completar 50 anos no dia 29 de abril deste ano, o IAB totaliza quase 40 anos de ocupação da Casa do Capão do Bispo, gerando uma imensa identificação entre a instituição e a Casa, inclusive sendo referência para a comunidade Científica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário