Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email

Pesquisar este blog

sábado, 27 de agosto de 2011

Carta aberta em apoio à permanência do IAB no Capão do Bispo, à SEC, enviada por Rubens Quintella, associação de moradores do Cachambi.


Excelentíssima Secretária de Cultura do Estado,
Venho por meio desta solicitá-la que anlise a sugestão que segue abaixo,tendo em vista que a mesma possui o total apoio de moradores dos bairros de Del Castiho,Cachambi e Maria da Graça,os quais tambem fazem parte do bairros próximos ao respectivo casarão.
A sugestão é muito simples e,temos certeza,que sensibilizará a senhora,ou seja :
Tendo em vista que o IAB-Instituto de Arqueologia do Brasil ocupa o respectivo imóvel há,aproximadamente,37 anos,onde são desenvolvidos cursos,pesquisas,alem de no local existir um grande acervo de comunidades indígenas devidamente catalogados e sendo o IAB uma insituição de renome internacional,formador de profissionais do mais alto gabarito,e com o apoio de vários moradores,solicitamos que seja reanalisado o comunicado de que o o IAB deve desocupar a Casa do Capão do Bispo até 31/08/11.
Tendo em vista os vários e.mails  encaminhados para este Secretaria, que são do meu conhecimento,assinados por professores,mestres e doutores em arqueologia,e que tambem são do conhecimento do mundo academico,e que dão apoio  total a permanencia da permanencia do IAB no local. 
Tendo em vista que,em 2005,encaminhei um ofício,e por diversas vezes estive nesta Secretaria solicitando a recuperação e restauração do imenso casarão,
Tendo em vista que na épocado respectivo ofício e tramitações,eu fazia parte do CEC-Conselho Escola Comunidade e da AMACACHA-Associação de Moradores do Cachambi.
Tendo em vista que esta Secretaria agendou uma reunião comigo nos dias 12 e16/08/11,as quais foram canceladas,venho por meio desta solicitar que a Secretaria de Cultura do Estado,tome uma iniciativa inédita e reverta a decisão,homenageando o IAB pelos serviços prestados ao mundo academico e científico,e conceda-lhe o título de permanencia no Casarão e,apos as respectivas obras de restauração,seja implantado um Cultural no local,dentro do Casarão,com a exposição dos vários acervos de comunidade indígenas adminisytrados pelo IAB,que continuaria com suas funções ja exposto acima e,no imenso terreno fronteiriço fosse construido uma lona cultural móvel,onde o Governo do Estado atuaria,inicialmente,como encubadora,e convidaria várias empresas para participarem deste projeto cultural popular,a exemplo de Furnas,BNDES,Petrobras,Bco.do Brasil,CEF,Prefeitura,
iniciativa privada etc...o que permitiria que a população tivesse acesso a arias modalidades de expressões culturais a preços acessíveis e os respectivos espaço tambem tivessem intercambios com as escolas pública,devido a carencia total das respectivas atividades populares na região.
Excelentíssima Secretária,temos certeza que esta sugestão será analisada pela senhora com bastante carinho e que seu nome sempre será lembrado por esta inciativa.
Excelentíssima Secretária,temos certeza que esta é uma excelente oportunidade para demonstrar sua grandeza na administração desta Secretaria.
Rubens Quintella

Um comentário:

  1. Concordo com o Rubens, embora seja apenas um estudante, sem maiores vinculos com o IAB acredito que seria tao mais vantajoso para todos que tanto a SEC quanto o IAB trabalhem em conjunto. seria tao bom que existisse um calendario de atividades envolvendos as escolas da regiao, nao faltam atividades a serem explorada. Como exposiçoes, oficinas de artes, palestras visitas guiadas e tudo mais. Isso seria bom para o desenvolvimento cultural da regiao e para o propio Instituto que sempre trabalhou pela disseminação da ciencia, pesquisa e cultura alem de garantir a permanencia no local. Alô secretaria... todo mundo pode sair ganhando.

    ResponderExcluir