Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email

Pesquisar este blog

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Apoio institucional à permanência do IAB no Capão do Bispo enviado por Nanci Vieira de Oliveira, Coordenadora do Laboratório de Antropologia Biológica IFCH – UERJ


De: Nanci Vieira de Oliveira
Coordenadora do Laboratório de Antropologia Biológica
IFCH – UERJ
Para: Exmª Srª Adriana Rattes
Rua da Ajuda, nº 5/ 13º andar, Centro
Rio de Janeiro.- RJ
Senhora Secretaria,
Vimos por meio de este demonstrar nossa preocupação com relação a saída do IAB no Capão do Bispo. Cabe aqui enfatizar a importância desta instituição na história da Arqueologia Brasileira, sua contribuição na construção de uma Arqueologia de qualidade com pesquisas que marcaram o percurso da Arqueologia no Brasil.
Cabe também ressaltar que o IAB é uma das poucas instituições com reconhecimento do IPHAN para a guarda de material arqueológico no Rio de Janeiro e sua localização no Capão, além de ser referencia para os interessados nos estudos arqueológicos, representa a disponibilização do espaço para a referida guarda e ações de Arqueologia Pública.
Assim, a saída o IAB do espaço do Capão do Bispo representa a desvinculação de um espaço de memória e de uma instituição que atua em busca da construção do saber e valorização dos espaços de memória fluminenses e brasileiros.
Desta forma, os órgãos do Governo do Estado do Rio de Janeiro responsáveis pelo patrim�?nio histórico, arqueológico e cultural fluminense deveriam buscar reforçar as demais instituições que igualmente tratam dos mesmos objetos. Um trabalho conjunto entre órgãos do Estado e instituições de pesquisa no Rio de Janeiro representa a possibilidade de crescimento maior dos estudos sobre o patrimônio do nosso Estado e ações para a preservação do mesmo. Assim, a retirada do IAB do espaço do Capão do Bispo representa um golpe para a Arqueologia em nosso Estado, em um momento em que equipes de arqueólogos e áreas afins vem se consolidando em outros estados.
Como espaço de referencia para a Arqueologia Brasileira, o IAB deveria receber o apoio dos órgãos dos governos do Estado e do Município para que em ações conjuntas reforcem o Capão do Bispo como espaço de Memória e de Produção de Conhecimento. Assim, todos os pesquisadores gostariam que os órgãos responsáveis revissem a solicitação de saída do IAB do espaço do Capão do Bispo e, em vez de tal decisão, discutissem com os representantes da instituição projetos em conjunto para a consolidação de uma Arqueologia Pública de qualidade em nosso Estado.
Profª Drª Nanci Vieira de Oliveira
Laboratório de Antropologia Biológica / IFCH/UERJ
Coordenadora

Nenhum comentário:

Postar um comentário